Na Unifacs, presidente do Sindicato debate temas importantes com alunos

Nesta terça-feira (14), o presidente do nosso Sindicato, Renato Ezequiel, retribuiu a visita que estudantes do 8º semestre de Direito da Unifacs fizeram à entidade no início de outubro. Com 40 alunos do curso de Relações Trabalhistas e a professora Juliana, o dirigente tratou de temas sobre direitos, reforma trabalhista e a ação da entidade na defesa da categoria.

Renato falou dos prejuízos que a reforma trabalhista causou a toda classe trabalhadora. “Os governos Temer e Bolsonaro mudaram várias leis da CLT, só retirando direitos. Nada de positivo foi colocado na legislação para beneficiar quem mais precisa do Estado. E ainda tiraram o papel importante dos sindicatos de negociarem com os empresários avanços na relação entre capital e trabalho”, pontuou o sindicalista, que estava acompanhado do diretor Antônio Fernando e do coordenador do Departamento Jurídico do Sindicato, Alfredo Santiago (ex-diretor da entidade).

O dirigente ressaltou que as negociações entre entidades patronais e de trabalhadores são essenciais para fortalecer a democracia em uma sociedade. “Muitos políticos e empresários falam em inovação nas relações de trabalho, mas quando alteram as leis, é sempre retrocesso. Só avançamos quando negociamos convenções coletivas nas campanhas salariais. Isso é essencial: patrões e trabalhadores encontrando os melhores caminhos para as duas partes, através de suas entidades representativas. E quando as empresas não cumprem o que é assinado, agimos juridicamente”, explicou.

Ao final, Renato falou da expectativa com o governo Lula. “É um novo cenário, de reconstrução do País, fazendo a economia crescer para gerar emprego e renda, além de resgatar direitos importantes e políticas sociais que foram destruídas pelo trágico governo Bolsonaro. Mantendo a autonomia frente ao governo, vamos dar nossa contribuição. Queremos o desenvolvimento do Brasil com a valorização do trabalho, no comércio e em todas as atividades econômicas”, defendeu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 2 =