Saiba quais são os deslizes que não são perdoados na firma

Saiba quais são os deslizes que não são perdoados na firma
Conheça os sete erros mais comuns que podem atrasar sua carreira

Com Informações do Correio*

Erros irão surgir na carreira de qualquer pessoa, mas, a depender das circunstâncias, não serão capazes de fazer com que o indivíduo se torne um péssimo profissional, anulando todas as conquistas até então alcançadas. No entanto, há alguns equívocos que podem atrasar o crescimento dos trabalhadores.

A psicóloga, treinadora comportamental, mentora de empreendedores e autora do livro Destrave a sua vida e saia do rascunho, Fernanda Tochetto, enumera sete deslizes que costumam sair mais caros do que outros, fazendo com que o profissional se encontre em desvantagem competitiva em relação a seus pares. “A falta da educação, do autoconhecimento e das habilidades aprimoradas, leva a estagnação profissional e a perda de oportunidades para progredir”, diz.

O primeiro erro dessa lista, diz a psicóloga, é não investir em educação e autoconhecimento. Segundo ela, o profissional que não busca melhorar suas habilidades técnicas e socioemocionais – seja por meio de cursos, workshops, palestras ou livros – está “aprisionando a si próprio em uma gaiola”, que o impede de alçar voos maiores na carreira.

Inclusive, segundo relatório mais recente do Fórum Econômico Mundial, a inteligência emocional está entre os soft skills mais demandados pelas empresas na hora de escolher um colaborador, também aparecem nessas listas competências como pensamento estratégico, negociação, persuasão, habilidades de apresentação, pensamento crítico, mentorias, entre outros.

Boas conexões

Segundo a treinadora comportamental, ignorar o networking é mais um erro que deve ser evitado a todo custo pelo profissional, isto porque sem conexões e contatos com seus pares, ele pode perder oportunidades de emprego e crescimento na carreira. “Desse modo, o networking é fundamental em qualquer carreira e a falta de estabelecer e estreitar conexões com outros profissionais costuma sair bem caro”, ressalta.

“As soft skills são habilidades comportamentais que tem relação com a maneira como você lida com o outro. São comportamentos que fazem parte da sua essência como pessoa e que podem ser desenvolvidas ou aprimoradas. Elas, sem dúvida, serão um grande diferencial na sua carreira”, explica a recrutadora Clara Meneses.

Segundo a treinadora comportamental Fernanda, ignorar o networking é mais um erro que deve ser evitado a todo custo pelo profissional, isto porque sem conexões e contatos com seus pares, ele pode perder oportunidades de emprego e crescimento na carreira. “Desse modo, o networking é fundamental em qualquer carreira e a falta de estabelecer e estreitar conexões com outros profissionais costuma sair bem caro”, ressalta.

O jornalista Marco Alves, 28 anos, diz que sempre presou pelas boas relações no ambiente de trabalho. Durante o estágio, conheceu pessoas e fortaleceu laços na área, que foram primordiais para sua carreira na comunicação. Após a formatura, os contatos que fez durante a vida universitária foram responsáveis por indicar trabalhos, essenciais para a construção do seu currículo.

“Muita gente acha que fazer ‘networking’ é puxar o saco. Não vejo dessa forma, pelo contrário, ser bem relacionado é de extrema importância no mundo do trabalho. É preciso, sim, demonstrar que você está disponível para servir ou ser servido. Agora, claro, tudo com muita sinceridade e respeito”, comenta o profissional.

Uma pesquisa divulgada pelo LinkedIn aponta que é uma vantagem a construção de bons laços na carreira. Segundo o levantamento, mais de 70% dos profissionais são contratados em empresas onde eles já têm uma conexão, seja com funcionários ou líderes. Além disso, a pesquisa mostrou ainda que aqueles que aplicam a uma vaga e são indicadas por um funcionário atual da empresa têm nove vezes mais chance de serem contratados.

Outros erros comuns

Não buscar feedback

“Feedback é crucial para o desenvolvimento profissional. Ignorá-lo pode levar a erros recorrentes, que podem fazer com que o aprendizado se prejudique, limitando, dessa forma, o potencial de crescimento na carreira”

Falta de equilíbrio entre a vida pessoal e profissional

“Pecar nesta tarefa pode levar a prazos perdidos, atrasos e falta de qualidade no trabalho”

Não saber negociar

“Se o profissional não sabe negociar, pode acabar não progredindo profissionalmente e até mesmo sendo mal remunerado

Não saber lidar com conflitos

“Se a pessoa apresenta dificuldades em gerenciar conflitos, pode acabar criando tensões desnecessárias no ambiente de trabalho e perder, assim, oportunidades de colaboração e crescimento na carreira”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × um =