Renato destaca força dos comerciários no Conselho Nacional da CTB

Iniciado no dia 8 e concluído nesta sexta-feira (10), em Belém do Pará, o 4º Conselho Nacional da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) reuniu mais de 300 sindicalistas de todo o Brasil. Os dirigentes debateram temas como o cenário político, biodiversidade, mudanças climáticas, proteção dos povos e territórios, além da ação global em defesa do trabalho decente e da valorização do trabalho. O tema geral foi “Democracia, Desenvolvimento, Sustentabilidade e Valorização do Trabalho”.

Vários dirigentes da categoria comerciária na Bahia contribuíram com os debates e sugestões para as políticas futuras da CTB no Brasil e nos estados. “O Conselho da CTB é um espaço importante de democracia interna da Central. Levamos a força da nossa categoria em Salvador e nossas opiniões para contribuir com o fortalecimento do sindicalismo classista e ajudar a reconstrução do Brasil com o governo Lula”, afirmou o presidente do nosso Sindicato, Renato Ezequiel, que estava acompanhado da vice-presidenta Rosemeire Correia e do secretário de Finanças, Reginaldo Oliveira.

O presidente nacional da CTB, o bancário baiano Adilson Araújo, ressaltou que a Bahia sempre contribuiu com as nossas deliberações políticas e organizativas. “Essa energia e empenho dos dirigentes são essenciais para o destaque e o respeito que a Central conquistou no meio político e entre as demais centrais”, afirmou.

A presidenta da CTB Bahia e do SintraSuper Salvador, Rosa de Souza, esteve na mesa de abertura e discursou exaltando o bom momento político com o governo Lula. “Vamos fortalecer as lutas coordenadas pelas centrais para fazer o governo avançar as políticas que interessam à classe trabalhadora e ao nosso povo”, disse.

Participaram ainda o presidente da FEC Bahia e dirigente dos Comerciários de Itabuna, Jairo Araújo; Amanda Santos (presidenta do Sindicato dos Comerciários de Itabuna); Taína de Jesus (secretária de Comunicação do SintraSuper); e Antônio Suzart (secretário de Finanças do SintraSuper).

DEFESA DOS PALESTINOS

Durante os debates, os sindicalistas exigiram imediato cessar-fogo de Israel contra a Palestina. Os participantes do encontro fizeram um ato simbólico com cartazes e bandeiras que continham frases como: “cessar-fogo, já!”, “Fim da ocupação” e “Para o genocídio em Gaza”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + 8 =