Sindicato prepara paralisações no comércio lojista

Com a palavra de ordem “Sem reajuste e sem Convenção assinada, não tem trabalho! Vamos parar o comércio contra o desrespeito dos lojistas”, o Sindicato dos Comerciários iniciou a construção de futuras paralisações no setor.

Para a entidade, não tem outra atitude da categoria comerciária: é parar para acertar. Nesta quinta-feira (28), dirigentes do sindicato fizeram distribuição de panfletos e adesivos nos shoppings e comércio de rua.

“Os preços dos produtos essenciais sobem e 98% da categoria está com salário congelado. Se os patrões não mexem as mãos para não pegar uma caneta e assinar a Convenção Coletiva, a gente vai cruzar os braços porque nos respeitamos”, afirma o presidente da entidade, Renato Ezequiel.

PREJUDICA A CIDADE

Segundo o sindicalista, essa atitude irresponsável das entidades patronais (Sindilojas, CDL, Fecomércio, associações de lojistas) prejudica os trabalhadores e a economia da cidade. “Não tem acordo para os feriados, deixando a população e as empresas sem saber o que abre no comércio em datas especiais e com boa perspectiva de vendas”, destaca Ezequiel.

O dirigente lembra que o Sindicato já assinou acordos com várias empresas individualmente, garantindo reajustes, regras para o funcionamento e pagamento dos domingos e feriados, além de outros itens sociais. Mas, tem buscado o entendimento com os lojistas para assinar a Convenção Coletiva que beneficia todo o setor. “A paciência já esgotou. Sem reajuste e sem Convenção assinada, não tem trabalho”, reafirma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × um =