Marisa: renúncia de presidente e dívidas de quase R$ 600 milhões

A Marisa anunciou, nesta terça (8), que informou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que acatou a renúncia o diretor-presidente, Adalberto Pereira Santos, e do membro do Conselho de Administração, Marcelo Adriano Casarin, deixarão a empresa. Pereira Santos presidia a companhia desde março do ano passado (menos de 1 ano).

Os dados mais recentes sobre o endividamento da companhia se referem ao terceiro trimestre de 2022, encerrado em setembro. Àquela altura, a dívida líquida era de R$ 566,1 milhões, 7,9% maior que a registrada no mesmo período de 2021. Já o patrimônio líquido foi de 931,3 milhões para 974 milhões de reais, conforme o balanço.

Além da renúncia dos executivos, algo que causa preocupação foi um outro fato anunciado pela Marisa, que chamou a atenção do mercado: a companhia informou que está em um processo de “otimização financeira e aprimoramento de sua estrutura de capital.

O grupo contratou a BR Partners para a assessoria de renegociação do endividamento financeiro e contará com a Galeazzi Associados para apoiá-la no aperfeiçoamento da estrutura de custos da companhia.

com informações do Seu Dinheiro e Carta Capital

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 1 =