Renato exalta indicação de Dra. Fátima para SRTE-BA

O presidente do Sindicato dos Comerciários, Renato Ezequiel, comemorou a nomeação da advogada trabalhista Fátima Freire para dirigir a Superintendência Regional do Trabalho na Bahia. A publicação da Portaria nº 1.345 foi feita no dia 4 de maio, pelo ministro do Trabalho, Luiz Marinho.

“O sindicalismo classista dirigido pela CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) atuou pela indicação e celebra. Nosso sindicato teve a honra de contar com o trabalho de dra. Fátima por muitos anos. Não poderia ter nome melhor para assumir uma tarefa tão importante para a classe trabalhadora na Bahia”, afirma.

“Com muita honra, assumo a Superintendência Regional do Trabalho na Bahia. Me sinto realizada em compor a equipe do ministro Luiz Marinho e do presidente Lula, e de fazer parte da reconstrução do nosso país. Vamos trabalhar para valorização do salário mínimo e das condições trabalhistas, intensificando a fiscalização e garantindo os direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras!”, postou dra. Fátima.

Para a CTB Bahia, dra. Fátima Freire na SRTE-BA significa o respeito e reconhecimento do movimento sindical baiano a sua trajetória e sua postura em defesa dos direitos da classe trabalhadora e das entidades sindicais. “Sua atuação exemplar e firme garantiu inúmeras vitórias para sindicatos e categorias na Justiça do Trabalho, defendendo causas individuais e coletivas”, pontua Rosa de Souza, comerciária e presidenta da CTB Bahia.

CONHECIMENTO E CAPACIDADE

Segundo Rosa, a nova superintendente regional do Trabalho “tem amplo conhecimento em Direito Trabalhista e se notabilizou por sua capacidade política e de articulação junto às instâncias do judiciário na área trabalhista, sendo importante interlocutora de sindicatos, federações e outras entidades sindicais”.

Para a dirigente, trata-se de uma das mais importantes advogadas trabalhistas da Bahia. “Sua vitoriosa atuação em defesa da classe trabalhadora e suas entidades refletem a vivência prática nos complexos conflitos trabalhistas e, especialmente, a sua formação acadêmica, rica e extensa”, enfatiza.

com informações da CTB Bahia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 7 =