Comerciários reforçam ato pela democracia em Salvador

Enquanto em São Paulo, a Carta aos Brasileiros foi lida na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), em várias cidades do Brasil, atos aconteceram nesta quinta-feira (11). Na capital Salvador, sindicatos, centrais, partidos de esquerda e entidades estudantis e do movimento social fizeram caminhada do Campo Grande até a Praça Castro Alves, no Centro Histórico.

O Sindicato dos Comerciários marcou presença com vários dirigentes, ao lado de sindicalistas do SintraSuper (comerciários de supermercados) e da Federação dos Comerciários da Bahia (FEC-BA).

“Nosso povo e os trabalhadores passam por um momento difícil com desemprego, inflação e carestia. A sociedade precisa lutar para mudar isso. Seguiremos fazendo luta nas ruas, mas, em outubro, precisamos eleger um presidente, um governador e deputados comprometidos com a classe trabalhadora”, afirmou o presidente do sindicato, Renato Ezequiel.

DATA HISTÓRICA

O ato nacional aconteceu neste dia 11, por conta dos 45 anos da leitura do manifesto em defesa do Estado democrático de Direito, de 1977, para denunciar a ditadura militar e o cerceamento de direitos no regime autoritário. Por esse motivo, em várias partes do país são lidas cartas organizadas pela sociedade civil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 5 =