Entidade prevê 500 mil vagas temporárias no Brasil; Bahia segue tendência de alta

Entidade prevê 500 mil vagas temporárias no Brasil; Bahia segue tendência de alta
Datas comemorativas como o Dia das Mães devem incrementar o mercado de trabalho

Com informações do Tribuna da Bahia

Pelo menos 500 mil novas vagas de empregos temporários deverão ser geradas no Brasil ao longo do segundo trimestre. Boa parte delas surgirá por causa dos Dias das Mães, segunda maior data do comércio, e do Dia dos Namorados.

O levantamento foi divulgado pela Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem). Segundo a entidade, as datas comerciais são as principais impulsionadoras das contratações. Na Bahia e no Nordeste a expectativa é que o crescimento de vagas também ocorra, seguindo a tendência no país.

De acordo com o diretor Nordeste da Asserttem, Cristian Giuriato, a região e o estado seguem a tendência nacional neste segundo trimestre, no entanto, não há uma estimativa precisa de vagas temporárias que serão criadas. “Haverá um crescimento neste ano na Bahia e no Nordeste, uma demanda que é puxada principalmente para a indústria e a logística”, afirma.

Nacionalmente, a Asserttem estima que três setores ofertarão o maior número de vagas temporárias. São eles Indústria (45%), seguido pelo de Serviços (35%), Comércio (15%) e outros (5%).

As indústrias têxtil, linha branca, eletroeletrônica e de logística devem garantir quantidade elevada de vagas. O e-commerce também é visto como promissor nesse período.

De acordo com dados da Asserttem, o Brasil registrou no primeiro trimestre deste ano aproximadamente 800 mil novas vagas de empregos temporários: 6% a mais na comparação com o primeiro trimestre do ano anterior.

O presidente da Associação, Marcos de Abreu, explica que houve um deslocamento produtivo ao longo dos três primeiros meses do ano. “Ou seja, a cautela do empresário o fez antecipar sua produção e, consequentemente, as contratações temporárias. O que resultou nesse incremento de 6%”, completa.

Segundo o diretor da Asserttem responsável pela região Nordeste, na Bahia o setor de Indústria Alimentícia deve crescer mais do que os outros. “O primeiro trimestre, a nível nacional, registrou um aumento a respeito das vagas no mesmo período do ano anterior, e o Nordeste também seguiu essa tendência”, destaca.

Giuriato diz acreditar que a indústria alimentícia vai ter alta de vagas por vários motivos. “Na primeira parte do ano a indústria alimentícia demanda vagas de temporários e a parte logística normal. Quando fica próximo da data comemorativa, que vem a produção e depois a parte logística que é o abastecimento. É a tendência”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 6 =