Renato destaca debate sobre desafios atuais em reunião da FEC

De forma híbrida (presencial e pela plataforma ZOOM), a diretoria da Federação dos Comerciários da Bahia (FEC Bahia) se reuniu, nesta quinta-feira (14), para debater os atuais desafios da categoria comerciária e suas entidades no estado. Na pauta, temas importantes como o governo e Lula e os desafios da classe trabalhadora; a defesa da unidade dos sindicatos contra a invasão de base; balanço das campanhas salariais; questões administrativas e financeiras da FEC; e a participação dos comerciários nas eleições de 2024.

“O presidente Lula segue aumentando a sua popularidade por conta das boas medidas implementadas e por recolocar o Brasil com protagonismo mundial. Mas, vemos o Centrão pressionar por cargos para votar com o governo. Isso exige melhor organização e muita ação política dos sindicatos e dos movimentos sociais. Vamos atuar para dar um salto de qualidade em nossa organização para crescer no estado, ajudar na reconstrução do Brasil e defender os direitos da nossa categoria”, afirmou Jairo Araújo, presidente da FEC Bahia e dirigente dos Comerciários de Itabuna.

Presidente do Sindicato dos Comerciários de Salvador, Renato Ezequiel, enalteceu os temas da reunião para orientar as ações das entidades. “O debate coletivo contribui para unificar o entendimento sobre cada desafio e que iniciativas vamos tomar para garantir os interesses maiores da nossa categoria no estado”, pontuou.

CENÁRIO PROMISSOR

Segundo o vice-presidente da Federação e diretor dos Comerciários de Salvador, Reginaldo Oliveira, já pode-se ver melhoras na economia, nos empregos e salários. “Vemos, também, a condenação de golpistas do 8 de janeiro, nesse enfrentamento contra a extrema-direita. A decisão do STF sobre as contribuições assistenciais é importante, dentro de um cenário promissor para as lutas sindicais”, destacou.

A presidenta do Sindicato dos Comerciários de Itabuna e Região, Amanda Santos, ressaltou a importância da mobilização e da organização dos sindicatos e da categoria comerciária em cada cidade. “Nossas reuniões da FEC têm essa importante tarefa de preparar seus dirigentes para os grandes debates e desafios atuais da classe trabalhadora. Assim, podemos avançar e obter novas conquistas”, enfatizou.

No debate, os dirigentes reforçaram o compromisso dos sindicatos com o fortalecimento político e financeiro da FEC Bahia, para impedir invasões na base das entidades e organizar as lutas da categoria comerciária em todo o estado.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + vinte =