Lojas Renner lança desafio para startups

Com o objetivo de buscar startups qualificadas para contribuir no desenvolvimento de ideias inovadoras que auxiliem na conquista dos compromissos de sustentabilidade para 2030, a varejista Lojas Renner S.A., em parceria com a The Bakery, especialista em inovação corporativa, lançou o “Desafio de Inovação Lojas Renner S.A.”.

A gerente-geral de Novos Negócios, Analu Partel, explica que a criação desses projetos é uma forma de aproximar novos atores à companhia. “A inovação aberta é uma ferramenta fundamental para a evolução constante do nosso ecossistema de moda e lifestyle, que tem a sustentabilidade como um pilar estratégico”, ressalta a executiva.

A varejista pretende finalizar todo o processo até o final de outubro, buscando compreender como cada startup pode contribuir para a evolução e desenvolvimento da cadeia de fornecimento de forma mais circular e regenerativa, com o intuito de neutralizar os impactos climáticos. As inscrições ficarão abertas no site até 26 de julho.

Etapas do desafio

Serão 4 etapas para o desafio e as startups inscritas deverão cumprir pelo menos uma delas, sendo:

Reciclagem de produtos têxteis: Com o objetivo de aprimorar a reintegração de matérias-primas na cadeia produtiva da Renner, de forma escalável, são enfocadas novas tecnologias. Esses processos englobam desde a triagem, separação e desfibragem de materiais até o tingimento, obtenção de maior resistência e garantia de qualidade.

Processos produtivos: Visando reduzir o impacto ambiental em todas as etapas ao longo da cadeia de fornecimento, desde as fibras até os produtos finais.
Modelo de negócio: Promover a circularidade e a regeneração em todo o ecossistema de moda e lifestyle da Renner, por meio de soluções escaláveis como upcycling e logística reversa, entre outras.

Impactos ambientais e sociais positivos: Buscar uma moda cada vez mais regenerativa, utilizando metodologias e ferramentas de rastreabilidade e análise do ciclo de vida das peças de vestuário, que permita uma mensuração mais precisa dos produtos e processos.

“Desde o início da nossa jornada de moda responsável, atuamos em prol da evolução da cadeia têxtil exercendo o papel como agente de transformação. Isso passa por fazer um processo de transição para chegarmos à neutralidade climática do nosso negócio até 2050”, afirma o gerente-geral de Sustentabilidade, Eduardo Ferlauto.

Além disso, as startups que se inscreverem passarão por uma etapa de entrevistas em julho e um pitch day em agosto. Posteriormente, as selecionadas deverão realizar uma prova de conceito entre agosto e setembro, nas dependências da Lojas Renner. Nesse processo, a varejista analisará em conjunto com as áreas de inovação e sustentabilidade para identificar as empresas que apresentam potencial para uma parceria.

Fonte: Mercado & Consumo / Imagem: Shutterstock

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 4 =