Sindilojas mostra dificuldade para negociar; vamos reagir

Depois de entregar a pauta de reivindicações, o Sindicato dos Comerciários aguardava um chamado do Sindilojas para iniciar as negociações da Campanha Salarial 2021.

Surpreendentemente, a entidade patronal, sem iniciar as conversas, enviou nota à imprensa informando que era “inoportuna a celebração de uma convenção coletiva” da categoria comerciária. Alegou a situação gerada pela pandemia.

“O que o sindicato patronal não observa é que o reajuste dado aos trabalhadores e trabalhadoras voltam para o próprio comércio, em compras de itens essenciais de uma família”, afirma o presidente do Sindicato, Renato Ezequiel.

O dirigente mostra que o Auxílio Emergencial (proposto pelo movimento sindical) revelou como dinheiro na mão da população pode ajudar a economia de um País. “Quem trabalha no comércio sabe que a grande maioria do povo usa a sua renda na compra de produtos essenciais para sua sobrevivência”, enfatiza Ezequiel.

Vale lembrar que, segundo o IBGE, o consumo das famílias é responsável por 65% do nosso PIB (tudo que é produzido no Brasil). No terceiro trimestre do ano passado, ele teve expansão de 7,6%. “É essencial entender que melhorar a massa salarial impacta positivamente nas vendas, dinamizando o consumo e fortalecendo a economia. Ainda mais em um momento como esse. Vamos mobilizar a categoria e mostrar para a sociedade que já são três anos sem reajuste, antes da pandemia. Portanto, o setor lojista pode dar um aumento digno à categoria”, destaca Renato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + 3 =